terça-feira, 6 de março de 2007

Amor platónico



Era ainda uma criança
Nem 15 anos eu teria
Logo um grande amor brotou
Que uns 20 anos duraria!

Ele moço, rapaz estudante
Eu, uma aldeã vizinha
Olhávamo-nos um instante
E eu, ficava logo doidinha

Anos depois eu parti
Ele, lá ficou tão distante
Mas jamais o esqueci
Pensando nele cada instante

Apesar da minha idade
Nenhum outro me interessava
E já depois, na cidade,
Com ele sempre “sonhava”

Sabia que era doideira
O Amor não é assim ...
Mas num belo dia de feira
Ele Dirigiu-se a mim

Disse-me sentir saudades
Soou-me a declaração
Insistiu com ansiedade
Pedindo-me a direcção

Durante mais de 2 anos
Quanta carta rabiscada
Ele fingia, disfarçando
Eu sonhava, enamorada

Ambos confessámos nutrir
Sentimento por alguém
Eu, sem um nome referir
Ele, omitindo-o também

Um dia ganhei coragem
E me declarei por escrito
Ele sincero e sem rodeios
Deu o dito por não dito!


Destroçada, orgulho ferido
Grande tristeza eu senti!
E nunca mais o quis ver
Nem sei como não morri!!

Era tal a minha mágoa
De viver quis desistir
Mas uma amiga querida
Obrigou-me a reagir

Anos depois, eu casei
Também ele se casara
E um dia, acidentado
Soube que por mim chamara

Com o coração a doer
Não resisti ao chamado
Fui visitá-lo a correr
Estava hospitalizado!

Houve uma aproximação
Um pôr de conversa em dia
E nos momentos de emoção
A verdade surgiria!!!

Só então compreendi
Só como amiga me via
O que antes não descobri
Agora eu bem o sabia!

O defeito não era meu
Só dizer-mo não queria
Anatomicamente, eu …
Não tinha o que preferia

20 anos então passados
E de mentalidades abertas
Estamos mais sensibilizados
Para aceitar a “descoberta”

Foi assim que finalmente
De forma muito arrojada
Libertei a minha mente
Que se mantinha ofuscada !!!

(Adrianna)


24 comentários:

Laura disse...

Eu amo tu amas ele não me ama...que coisas lindas menina, e se isso não fora, romances escritos nem haveria..se todos os amores fossem assim correspondidos..que sonhos lindos não viveriamos....Mas foi bom enquanto durou.Eu encontrei um lindo amor que vivi aqui aos 16 anos..nem sabemos quem deixou de escrever..mas..ele casou eu também, e veio a minha casa com a mana dele ver-me..abraçou-me rimo-nos viu as minhas fotos na moldura e relembrou..Laura eras mesmo assim naquele tempo...depois foram embora, e disse à mana dele pelo caminho..Adorei ver a laurinha, está diferente, mas é sempre a mesma, meiguinha doce, profunda..que pena que me casei com a......É assim..a vida corre, a gente sonha e..andor é andar em frente que atrás vem gente....beijinho de mim nina linda..

adrianna disse...

Não foi agradável o que senti, Laura! Foi uma saga que durou quase 20 anos!!!

E tudo pq tanto ele como eu, fomos educados de forma a esconder as nossas emoções. Bastaria uma frase simples e sincera da parte dele, ou uma abertura ou mais experiência da minha parte. Mas nesse tempo o tema "vida sexual" não constava do vocabulário das jovens e o termo "homossexualidade" um verdadeiro tabu.

africana disse...

Não a mal que sempre dure nem bem que nunca acabe..ora tens!Custou mas foi,lá conseguiste com que a doideira passasse!E pelos vistos até reconheceste que tinha sido mesmo uma parvoeira! ahahah

adrianna disse...

Laura ...
Foi msm um amor platónico no sentido lato da palavra.
Tanto através da escrita como as poucas vezes que nos encontrámos, desfazia-se em amabilidades, era extremamaente respeitador e afável. De certa forma, inibia-me e sentia um certo mistério no ar, havendo sempre uma maior abertura de parte a parte através da escrita que não se revelava frente a frente.
Interpretava a sua conduta, o seu excesso de respeito e protector como se intencionalmente me quisesse preservar (não esquecer que embora eu vivesse na cidade, os encontros se davam na aldeia, um meio pouco desenvolvido, dado a mexericos) qdo na verdade, ele próprio vivia uma "vida de aparência e mentira" e eu servia-lhe exactamente para esse fim.
O que me confundia era o contraste entre o seu comportamente carinhoso para comigo, mas sem passar disso, percebes??? Nem sombra de "porta chaves" nem perspectivas (andei a ler por aí eheheheh)

adrianna disse...

Africana
Põe "doideira" nisso! Tornou-se uma verdadeira obcessão. Idolaterei a pessoa de tal forma que não lhe via um único defeito e, se algo corresse mal no meu dia a dia, imediata e inetvitavelmente mente me ocorria estabelecer paralelismos.
A partir do momento que se desfez o mito, passei a vê-lo como um simples humano, por sinal com bem mais defeitos do que virtudes eheheh
Sem querer generalizar, este tipo de pessoas, refugiam-se na mentira desde cedo e tornam-se "mentirosos compulsivos" ...

Fallen Angel disse...

Bem me quer mal me quer
querendo-me bem não me deseja
antes isso que outro qualquer
que não desejo mas não deixa.

Assim como este anjinho
que de tão parvo já irrita
devia fazer-se ao caminho
e deixar-se de fazer fita.

Bem me quer mal me quer
quem eu amo não me ama
continuo a ser a mulher
que escolhe bem a sua cama.

Mal me quer ou quer-me bem
sinceramente já nem me importa
o que eu quero queres também
mas vou rimar para outra porta.

adrianna disse...

Não sou snob nem convenvida, mas devo dizer que todo o mérito da descoberta da verdade é meu!

Não fosse a minha timidez e inibição resultantes duma educação sobretudo a nível sexual, que me condicionou toda a adolescência e certamente teria a perspicácia e sagacidade necessárias para. em tempo útil, me aperceber dos factos e teria evitado um ror de anos de sofrimento e sentimentos negativos e infundados.

Fallen Angel disse...

Continua magoada a Adrianna
tenho que te dizer, minha querida,
é preferivel viver sem chama
que ser queimada toda a vida.

adrianna disse...

Ai, segurem a adrianna
Se não derrete-se todinha
O Anjo a falar-lhe em cama
E ela tão ... "cansadinha"

Fala-lhe em chama acesa
Termo que a deixa a "tinir"
Como sabem, com certeza ...
Ela tem muito que bulir

Fallen Angel disse...

Disse hoje á Laurinha
quem me dera ser o arbusto
respondeu o Alves com calminha
que preferia o que te cobre o busto.

Minha menina vá lá bulir
e não pense na caminha
como já a fiz sorrir
já posso voltar para a minha.

david santos disse...

Olá!
É bom, mas tudo tem um fim. Parabéns.

Cusco disse...

Olá, gostei de te ler. Encontro muita poesia por esta blogosfera mas assim em quadras como fizeste encontramos pouco..Gostei

bjs e até breve
SE DEUS QUISER

Laura disse...

Minha querida, ia avisar-te que o anjo e o alves andam a trocar baladas ehhhhh um queria ser o arbusto verde..o outro quer ser tua blusa, ora a blusa tem mais, mas o anjo agora só está preocupado com o jardineiro eh o rapaz sabe da coisa....

Quanto ao porta chaves, já tinha 18 anos, semrpe a reprimeirem a nãos e pode namorar nems e deve..P que os p se dissessem antes que o bonito da vida é o amor e quee ra bom enquanto durava, mas não..só se dorme (quem queria dormir) com o nosso marido blá blá..e dormi pois com o meu marido, mas..depois ele foi á vida e eu? ehhhhhh..enfim fui a um baile na univ com 18 anos como disse, e dancei com um moço lindo, que nem me largava..até eram dois a atiraram-se a ver quem me apanhava primeiro.. só que o primeiro começo a encostar, e eu juro que é verdade..parvinha, lá me sentia incomodada, depois já me parecia exagerado, quando acabou a musica digo para mim..poças..este gajo vem pó baile de porta chaves..parece que trouxe as chaves todas de casa....
da despensa e tudo..e depois mais tarde, ams mais de um ano..é que entre raparigas lá falavamos dos rapazes, quando uma começa a dizer que tava assim e assado..e eu muito sonsa, pois é ..era o porta chaves..gragalhadas gerais e assim aprendi que rapaz que dança nem sempre é o que parece que tráz.... o raio do porta chaves. ehh foi ASSIM....beijinho a ti e o homem foi sacana porque ao vere o par que fazieis..quem iria desconfiar..aind ahoje nãoa ssumem por medo e evrgonha, eu acho que cada um deve ser aquilo que é e mais nada--raios partam os porta chaves ehhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Laura disse...

Ia apagar por ter tantas falhas, mas é tão grande que nem escrevo outro e tu entendes o que pra lá está escrito..que trapalhona me saí...

Pepe Luigi disse...

Não há mal que não acabe e bem que sempre dure!
Gostei muito do poema.

Um beijinho
do Pepe.

Fallen Angel disse...

Laurinha, faz-me um favor...

( Empurra a Adrianna para o arbusto... ela não se magoa, sério )

:-)

Beijos.

Laura disse...

Adiantaste-te moço Anjo.. Eu vinha perguntar a ela se não vai para o jardim apanhar este sol delicioso que entrou agora, mas não a vejo por cá..deve ter ido comprar remédio pós ratos..para depois ir para o jardim ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh..sinal que depois não precisas de te por a pau com o jardineiro.... Nunca fiando..vai por mim, as aparências iludem, e , arbustos escondem muitas sombras....

Adry por onde andas menina..Já viste que até me pedem ajuda de um lado e d eoutro...vamos lá a ver..
Sempre compraste remédio para matar ratos de jardim? do mal a menos mais vale pelo seguro ehhhhhhhhhhhhhh jinhos..

Laura disse...

Ó anjo, desconfio que ela já está lá há muito tempo à espera, ou cansou de esperar, e tu ai a rezar..ó homi vai por mim, que nestes assuntos nãos e faz esperar ninguém..deixa o teu rebanho a esmurrar-se e corre que se faz tarde....jinhos de bom dia a todos..

PedroGrande disse...

No meio das minhas aulas
Saltei ca um bocadinho
Nao tenho la muito tempo
Mas da para deixar beijinho

Eu sei que rimas assim
sao faceis em diminutivo
por isso peço desculpa senhora
por ser tao pouco criativo

No entanto se queres saber
se gostei da tua historia
entao podes crer
que me ficou na memoria

Sem mais nada para dizer
acho que me vou embora
antes que eu diga asneiras
e me mandem daqui para fora:D

Pascoalita disse...

Ora vejam só quem veio visitar a nina adrianna ...

Um nino fixe, meu amigo k a laurita e a nina africana tb conhecem.
Adrianna, trata-me bem este nino, pois apesar de ter atravessado o meu quintar sem deixar ao menos um hello, o que é perfeitamente compreensível, atendendo a que se trata dum rapazinho de sangue na guelra e o ambiente do teu jardim ser mais cativante, não quero que lhe falte nada.
Tratamento de príncipe aí para o rapaz, tá? se precisares de alguém para servir o lanche ...
:-d)

Laura disse...

Ai o Pedrito que mora lá pós meus lados, aventurou-se tão longeeeeeee..Olá moço..Beijinho da nina de Braga ehhhh e que versinhos à maneira..acho que significa que tens estudado mais..o garotão magrinho....

Pepe Luigi disse...

O meu objectivo hoje é dar-te um grande beijinho de prabéns pelo dia Internacional da Mulher!

Pepe.

adrianna disse...

Obrigada pelo beijinho, Pepe! Coisinhas dessas são sempre bem vindas :)
E como entendo que "todos os dias são dias da mulher", já tou à espera do "bjito de hoje" eheheh

E já agora, prepara aí as bochegas e toma lá 2 bjitos
Bom final de semana

adrianna disse...

Olá, Pedrogrande :-)
Obrigada por merecer tanta deferência ao ponto de interromperes as aulas para me vires cantarolar à janela eheheh
Não li nenhuma asneira, pelo contrário uns miminhos bem gostosos

A estória contada em quadras é real e muito, msm muiuto reduzida.
E já que és amigo da pascoalita e da laurinha, dexo-te um beijinho