sábado, 12 de maio de 2007

A flor da Amizade ...



Era uma vez uma flor que
nasceu no meio das pedras.
Quem sabe como conseguiu crescer
e ser um sinal de vida
no meio de tanta tristeza...

Passou uma jovem e ficou
admirada com a flor.
Logo pensou em Deus.
Cortou a flor e a levou para a igreja.
Mas, após uma semana a flor tinha morrido.

Passou um homem, viu a flor,
pensou em Deus,
agradeceu e a deixou ali:
não quis cortá-la para não matá-la.
Mas, dias depois, veio um tempestade
e a flor morreu...

Passou uma criança
e achou que aquela flor
era parecida com ela:
bonita, mas sozinha.

Decidiu voltar todos os dias.

Um dia regou, outro dia trouxe terra,
outro dia podou, depois fez um canteiro,
colocou adubo...

Um mês depois,
lá onde tinha só pedras e uma flor,
havia um jardim!


Assim se cultiva uma amizade...

E como nem sempre a distância nos permite
cultivar as amizades c
omo gostaríamos...
...espero que essa mensagem possa ser
um pouquinho de adubo
para que nossa amizade nunca morra
por falta de cultivo...

(Autor desconhecido)

13 comentários:

Laura disse...

Ai Adryzinha (com zinha e tudo) acredita que tenho uma grande amizade por alguém que não conheço pessoalmente, mas consigo sentir a pessoa que ele é interiormente, já falamos aqui na net há mais de 5 anos quase a diário, acredita que é o mesmo amigo das outras princesinhas, africana e pascoalita, e assim garanto-te que, a nãos er que haja alguma tempestade vinda de sei lá de onde, seremos amigas mesmo por aqui, e durante anos, mas eu faço questão de ir ai em breve e claro que te aviso, só preciso saber de que lados é o teu trbalho, mandas por email, e encontramo-nos lá no paredão à frente dos tttombóios ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh. Beijinhos nina de quem gosto muito, e claro que tem de quem nem goste muito ehhhh tem de tudo...

palabras con ningun sentido disse...

Adriana, que nombre el tuyo para mi vida... ¡si supieras!
Que buena historia, y que real, así, ciertamente es como se edifican las amistades.
te de dejo mi cariño
beijinhos

Sandokan disse...

Subi e desci, tantas vezes,
o teu corpo percorrido pela música,
pelas doze cordas do Ocidente,
pelos tambores leves que trouxeste das outras
margens,
do contínuo rumos das tendas.

Não,
não adormeço, tenho frio,
tenho um sonho de águas estagnadas que me
espera ao abrir os olhos.

Hoje,
ao contemplar os jardins fechados,
recordo tudo isso,
escrevo,
parto sonambulamente,
mas não sei onde encontrar a tua morada,
os gladíolos ardentes

BEIJOS DO TIGRE DO LUSO.

http://lusoprosecontras.blogspot.com

Laura disse...

Olha outro, e com esta já são 3 tristes tigres e com esta continuamos a caçada, semrpe vamos as 3 ao Luso descobrir o tigre lá nas matas selvagens? Ele dedicou a mesma cantilena às 3 e isso na se faz ehhhhhhhhhhh, diversifica ó tigre...Ai que tou na casa da adrianna com dois n n ..desculpe lá qualquer coisinha é que de onde vim, tinha mais iguais a este...repetidos e logo a nóis 3 ehhhhh vamos a ele raparigas?

Rafeiro Perfumado disse...

E depois veio o tractor da Câmara Municipal e terraplanou tudo, já que o canteiro não tinha as licenças necessárias... ;)

Pascoalita disse...

Bom diaaa
Não me tem sobrado tempo para cirindar por aqui.
Ontem fui dar uma volta, ospois à noite tive de fazer o k não fiz de dia. As horas não esticam e qdo nos damos a um prazer, temos de compensar de alguma forma.
Uma boa semana

adrianna disse...

palabras con ningun sentido,

Obrigada pela visita. A verdadeira amizade ainda é algo que faz muito sentido :)

adrianna disse...

Rafeirito. tu nã matas, mas desmoralizas.
Não podia por passar por exemplo só um rafeirito e alçar a pata? tinha de ser logo um tractor!!! eheheh

Ahlka disse...

Amizade é assim mesmo, um grãozinho de cada vez,.... mas o rafeiro é um grande realista! :)))))

Sandokan disse...

Esta noite, o luar
é um corpo branco de mulher
no azul do ar,
reclinado,
roçando a fronte do poeta
eternamente dos céus enamorado.

Mas eu sou teu Amigo,
companheiro de
longas caminhadas.
Amigo
que não esquece a estrada,
porque ela é
uma doença romântica,
um assunto do coração,
uma metáfora da vida.
Anda, vem caminhar comigo
indiferente
a esta mais longa e
violenta caminhada,
porque terás sempre
a minha
SOLIDARIEDADE

*

Vem comigo, então, ao
http://lusoprosecontras.blogspot.com

david santos disse...

It places fhoto of Madeleine in your bloggue


Missing Madeleine!
Madeleine, MeCann was abduted from Praia da Luz, Portugal on 03/03/07.

If you have any information about her whereabouts, please contact Crimestoppers on 0800555111 Please Help

Sandokan disse...

As lágrimas se foram,
deixando em seu lugar,
a maquilhagem da tristeza marcada.
Escorreram pelo rosto,
querendo lavar,
momentos que teimamos em chorar.
Nasceram do vazio que ficou,
e hoje fecundam,
o gosto amargo da saudade.
As lágrimas se foram,
e o que restou,
nem o tempo consegue secar...

http://lusoprosecontras.blogspot.com

Agradecemos a tua prestimosa colaboração que tens dado ao nosso blogue.
Bem-hajas!

Jotabê disse...

vá lá então um beijo amigo

:o chuaaaff