domingo, 6 de maio de 2007

Dia da Mãe

A todas as mães do mundo:



Dia da mãe ?
Mas por quê?
Pois se ela, todo o ano,
nos dá amor e carinho,
nos ampara, nos afaga
e nos dá tudo o que tem.

Sim, por que só nesse dia
nós lhe mostramos interesse?
A mãe merece presentes,
merece beijos, abraços,
caricias e muito mais.

Por isso nós dia a dia
vamos-lhe passar a dar,
com bondade, amor profundo.

Tendo sempre em pensamento,
seja qual for o momento,
que nenhum de nós sem ela
estaria agora no mundo.

(Humberto Reis)

17 comentários:

marco disse...

eu dediquei um post pa minha mae

L.S. Alves disse...

Bom domingo pra ti.
E quem tem mãe que a valorize enquanto ela ainda está entre nós.

Laura disse...

Ehhh na hora do almoço (fiz feijoada de marisco do baratinho ehhh) o mais velho como estavamos a falar do dia especial por eu dizer; agora não me levanto, já fiz o almoço o gelado de morango, e agora desenrasquem-se, mas a brincar claro, eu acho que nem me canso ehhh e diz o Nuno..e já agora és mãe porquê? e eu..porque sim, porque sou, vossa pois, e ele, pois é, se não fossemos nós, não podias dizer que és mãe! (?) vá-se lá saber e pois é, pois foi..e prontos...
E lá se passou mais um dia que foi maravilhoso porque ouve paz e nãos e discutiu nadinha e a Getta ainda levou um raminho de flores que a Neide quando foi buscar a avó, apanhou para ela e aqui em casa pus papel nito à volta e uma fita de tecido cor de laranja..
Beijinhos pa ti..

adrianna disse...

Marco,
Fui ler o post dedicado à mãe e achei bem bom, embora não acredite que tenhas levado assim tanstas surras. Entretanto o meu servidor, deu-me um raspanete que só visto! Não volto lá enqto não desinfestares o espaço.

Concordo, Alves.
Devemos estimá-las enqto estão entre nós. Eu já não tenho a minha mãe.

adrianna disse...

Que bm que estiveram em festa, laura! Muito bonito esse convívio entre mãe e filhotes eheheh

Mas o teu filho tem razão: só és mão porque eles existem! Bem visto :)

Rafeiro Perfumado disse...

Nem mais! Isso de dia especial para aquilo e para aculoutro já chateia! Quem gosta, gosta sempre!

Uma beijoca para ti!

Ahlka disse...

Hoje que sou mãe, vejo que no fundo não tive mãe...
Mas basta ela dar um espirro, seja dia da mãe ou não e vou a correr.

neide disse...

Ehhh alkinha, já somos duas, a minhamói que se farta e nunca lhe chega, depois continua na neta e por ai fora, pouca sorte, ams é a mãe que temos..Jinhos

Laura disse...

Olá minha linda florzinha, eu sei quando o tempo chega ou não chega ou até nem sobra, mas haja sacrificios de fazer o que se gosta..Eu como trabalho a dobrar em casa, não tenho horas de intervalos, mas faço eu os intervalos quando me apetece que posso trabalhar até de noite sem me cansar...Posso tirar uns bons bocados e vou à getta à glorinha quando há carro que a pé é longe ehhhh..Ultimamente não me tem dado jeito, mas venho aqui semrpe, fica no meio do meu caminho entre os afazeres e passo semrpe abanco pra lá e escrevo o que vais aindo.. beijinhos a ti e escreve nos mails..

Pascoalita disse...

Ahlka,
Por motivos diferentes, tb sinto que não tive mãe.
Mas poucas vezes fui a correr, em parte pq as queixas eram mais que muitas e a minha impotência total.

Zeca Paleca disse...

Tu mãe já partiu
teu amor não fugiu
ficou pétala perfumada
em tua alma amada
Mãe:
estarás sempre comigo
e ainda hojes
embalas o berço
que me faz viver
sentir
até sofrer.

adrianna disse...

Rafeirito,
Já passei a correr pelo teu Blog e tens lá um TEXTO digno de nota, sim senhor. A começar plo texto e plo grande relambório à volta do dito cujo, mas tenho de voltar para o ler até ao fim pra poder deixar o meu comentário.

Zeca paleca,
Obrigada pelo poema lindo. Passarei pelo teu amado luso a ver o que há de novo eheh

Laura disse...

Ó nina Adry nem te lembres de passar pelo Luso é que tem lá uma imagem que as ninas de bem nem olham, e que marotice para lá vai ehhhhh, eu só ia como o capuchinho de neve, ver as vistas e trás, até andei pa cair, o que vale é que ando de bengalinha e assim.....Mas vai a modos de preparada que ali nunca se sabe o que vai encontrar....

adrianna disse...

Rafeiro,
Queria dizer "a começar pelo título ..."
Mais logo tentarei ler e comentar.

Laura,
Tu és muito marota e vês o que mais ninguém vê ... já passei mtas vezes no luso e não sei de nada ali que as "ninas de bem" não possam ver! Se não podem ver, como viste tui, hen??? apalpaste? ora conta aí a gente eheheh

adrianna disse...

hummm acho que meti água eheheh pensava que te referias ao LUSO, localidade.
Não me digas que esses marotos andaram a "pintar paaredes" ... deixa lá, os putos têm de se entreter com qq coisa.

Laura disse...

Ehhh os putos a pintar paredes..se fosse só isso, ai a marotice não cabe mais ali, sai cada um e uma nina como a mim, na se mete ali e já disse que na entro ali nessas coisas malandras..já sou cotinha pa isso.. Jinhos pois..

Anónimo disse...

O poema k escreveram tá muito certo e concordo claro!!!!!
A ideia de pôr um postal com rosas é genial continuem assim!!!
Adr-t Mamae