domingo, 1 de abril de 2007

Foi pura maldade ...


Foi casualidade
Imprevisto ou destino
Não, Foi pura maldade
O cruzarmos caminho

Misturar as águas
Era o meu pavor
Receava mágoas
E mais temia a dor

Saboreio a distância
Que eu já percorri
E sinto a dissonância
Que me separa de ti

Hoje sou mais feliz
Consciente e serena
E o que sempre quis
Foi não sentir pena

(Adrianna)


4 comentários:

Pascoalita disse...

Bem ... tendo em conta a data da publicação, eu diria que é tudo ... MENTIRA !!!
Não sei se acredite no destino. Acho que nós temos alguma coisa a dizer qto ao "trilho" que escolhemos seguir.

Milu Machado disse...

Eu vejo 2 caminhos paralelos ... chegaram msm a cruzar-se? Calhar foi por engano mesmo :)

Eu concordo que por vezes podemos dar um jeito de mudar o rumo das nossas vidas.

adrianna disse...

Sim, Milu

Os caminhos cruzaram-se mas durante escassos metros.
E da mesma forma que se cruzaram, foram abruptamente desviados e ainda bem que assim aconteceu :-)

adrianna disse...

Estas palavras ou versos, simples e pessoais, transmitem uma mensagem. É necessário estarmos receptivos para a apreender.