terça-feira, 25 de agosto de 2009

Assim é viver ...



Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.


***
Sou um evadido.

Logo que nasci
Fecharam-me em mim,
Ah, mas eu fugi.

Se a gente se cansa
Do mesmo lugar,
Do mesmo ser
Por que não se cansar?

Minha alma procura-me
Mas eu ando a monte,
Oxalá que ela
Nunca me encontre.

Ser um é cadeia,
Ser eu é não ser.
Viverei fugindo
Mas vivo a valer.

(Fernando Pessoa)


21 comentários:

Laura disse...

Lindo, já o Pessoa sabia
que a vida assim viver-se
devia, a fugir, a errar,
a experimentar, mas, era um pobre diabo, um ser muito sofrido, coitado...

Beijinhos minha querida, escreve e conta como vais...laura

Zé do Cão disse...

Afinal que é esta Adriana, que tanto tempo está sem botar palavra e de quando em quando aparece.
Mulher de paixões...
Atrevo-me pela cor da sua pele a dizer que viveu por África.
Beijocas

Susana disse...

Olá Adriana!

Depois da sua visitinha lá na aldeia, não podia deixar de vir aqui conhecer o seu blogue. Nada melhor que começar o dia com o Fernando Pessoa!

Gostei do seu blogue e vou passar a seguir-te.
Bjs Susana

Carlos II disse...

Nunca conseguimos "ser" aquilo que nós desejamos.

Bem vinda.

Laura disse...

Zezito; parece que desta vez te enganaste...por cá também há mulheres fogueira, sem serem de áfrica, ehhhh, mas, quem sabe a adry esteve lá--Beijinhos meus, laura.

Pascoalita disse...

Olá, Adrianna (com 2 "n" eheheh)

A menina ainda mexe? Puxa! Grande ausência! Oxalá tenham sido umas óptimas férias eheheh

Cuidado não te deixes influenciar pela poesia de Pessoa, que é pode ser febril ahahah

Bom final de semana, nina

bjinhos

Laura disse...

É verdade, o Pessoa é emmso febril e faz-nos fibrilar o coração ehhhhhh...Beijinhos e faz favor de responder ao pessoal..laura.

Laura disse...

Ai a menina, dá-nos sopa e abandona-nos, mas que feitio dificil ó Maria Adriana das cruzes...ó balha-me...mas, toma lá um beijinho..laura

Parisiense disse...

È complicado esse Pessoa....ahahah

Quer e não quer.....

Ou é ou não é.

Acho que andas a sismar nesse Fernando!!!!!

Beijokitas

Pascoalita disse...

Então, miúda!?!

Não sabes que não deves fixar-te muito tempo nesse tipo de leitura?

Olha, sai do casulo e vai dar um giro pela Blogosfera.

Vais ver que te fará bem

jinhos

Laura disse...

Parece que ouviste apascoalita, tu nemt e fies nela que s elesse so email que ela me enviou! ui, a miuda anda distraida de todo, só vendo, só vendo..beijinhos e obrigada por passare spor lá, laura

Sandokan disse...

Prefiro rosas, meu amor, à pátria,
E antes magnólias amo
Que a glória e a virtude.

Logo que a vida me não canse, deixo
Que a vida por mim passe
Logo que eu fique o mesmo.

Que importa àquele a quem já nada importa
Que um perca e outro vença,
Se a aurora raia sempre,

Se cada ano com a Primavera
As folhas aparecem
E com o Outono cessam?
E o resto, as outras coisas que os humanos
Acrescentam à vida,
Que me aumentam na alma?

Nada, salvo o desejo de indiferença
E a confiança mole
Na hora fugitiva.

Sandokan disse...

Este génio realizou mais de mil horóscopos!!!

E eu tenho a receita para hoje sorrires:

Prefiro rosas, meu amor, à pátria,
E antes magnólias amo
Que a glória e a virtude.

Logo que a vida me não canse, deixo
Que a vida por mim passe
Logo que eu fique o mesmo.

Que importa àquele a quem já nada importa
Que um perca e outro vença,
Se a aurora raia sempre,

Se cada ano com a Primavera
As folhas aparecem
E com o Outono cessam?
E o resto, as outras coisas que os humanos
Acrescentam à vida,
Que me aumentam na alma?

Nada, salvo o desejo de indiferença
E a confiança mole
Na hora fugitiva.

Pascoalita disse...

E então??? Se não me engano, li algures que ias participar na "Aldeia da Minha Vida" ... onde tá o comentário? Não me digas que já hibernaste de novo eheheh

Olha aí o nosso Amigo Sandokan que está de regresso.

Bom fim de semana

jinhos

Laura disse...

Olarééééé, como vamos nina adryzinha? bolas, apareces e parece que te cortam as asas, cais de novo. Beijinhos.

Laura disse...

Atã, fizemos o nosso encontro, uma delicia d efesta quase cigana, para mim 4 dias em cheio junto de amigos amados...Beijinhos e vê no resteas Qual Tabuaço...um xi da laura

Ahlka disse...

Viva!
Louco, louco...Mas dos loucos saem os mais belos pensamentos.
Bonito poema :)

O Profeta disse...

...Às vezes uma intensa alucinação
Em que viajas pelo meu eu
Às vezes o mundo fica em espera
Da união do mar com o céu

Onde param os teus anseios
Onde encontras a sublime calma
Nestes dias de dura tormenta
Onde aqueces a tua alma?

Voa comigo...


Mágico beijo

Laura disse...

Como dia a Alkinha, os loucos são os que escrevem coisas mais nitas... Beijinhos e aparece minha querida, ams que vida a tua..laura

Laura disse...

beijos, muitos, abraços, muitos e saudades? também, laura

Joana disse...

Gosei muito mesmo do seu blogue...
Gostava que me adiciona-se como seguidor.*
Eu vou te adicionar
beijo
continue postando