segunda-feira, 7 de julho de 2008

Ai quem me dera ...

Ai quem me dera esquecer
Que um dia te encontrei
E os momentos de quimera
Que então contigo passei

Poder ouvir o teu nome
Em paz e serenidade
Sem mágoa e sem temor
Nem esta dor que me invade

E se um dia te encontrasse
Por mera coincidência
Quem dera poder mostrar-te
Pura e genuína indiferença
(Adrianna)



29 comentários:

Laura disse...

Uau, a menina virou poetisa? Essa agora!... e a gente que nem imagina o fogo que prá qui vai...
Pois olha que essa de sermos indiferentes nem vale a pena, e por causa disso fizemos muitos recuos e mais valia termos avançado ehhhh, falo por mim... ahhhhhhh..
Menina está linda a poesia ou canção ou como queiras chamar-lhe...
Força...

Laura disse...

Ai quem me dera lembrar
O tempo em que te via
E os momentos de sabedoria
Que contigo passei...

Poder dizer o teu nome
Mesmo que seja em surdina
Com alegria na alma
E lembrar os tempos de calma...

E se um dia te encontrar
Nem que seja por coincidência
Acredita que te vou agarrar
E nem para trás vou olhar!...


Ehhh foi pró que me deu, pra ficar a par do teu!...
Bora lá meninas responder em verso...
ji da laurinha que adora a ti desde sempre...

Laura disse...

Meninas vamos a isso...pascoalita, acredito que tens poesia pa sair..e tudo relacionado com antigas paixões... ehhh que giro, não tenham vergonha de expor a alma...jinhosssssssssss

Adrianna disse...

Mas o que é lá isso, laurinha?
A inverteres o meu sentir??? eheheh

Encontrei esta foto por acaso na net e veio-me logo à mente algo que há muito tento em vão esquecer. Daí a transportar para o papel foi um saltinho de coelho eheheh
Acabei por me rir contigo ahahahah
Um beijinho a ti

Mexicano Tarado disse...

Ai quem me dera uma vez mais
Nos teus braços me enroscar
E em surdina te dizer
Despe-me! Eu quero-te AMAR!!!

Adrianna disse...

Pois é Mexicano ...

Amar vestida não dá muito jeito, né? Fizeram-me riri ahahahahah ahahahahah ahahahahahahahahahahah

Mas diz-me, passaste "portuga" a "tarado" porquê???

Eu acho que te assentava melhor "mexicano maroto" ahahahah

Pascoalita disse...

A ideia é relembrarmos amores perdidos? Boa!

Ai quem me dera rever
alguém por quem já chorei
mas não lhe desejo a ele
tudo aquilo que passei

Adry, esse foto é lindíssima! És mesmo tu? Estou como diz o "Portuga" ... pareces com vontade de te despir ahahahahah

Jinhos

Cusquinha endiabrada disse...

Hummmm eu só se recordar o meu pretendente "Zeka Paleka" que um dia me jurou amor eterno e no dia seguinte se escafedeu pra nunca mais ser visto por estas bandas, deixando esta pobre diabita a chorar plos cantos :( :(

Pascoalita disse...

Mas agora reparo eu ...

Tu eras loirinha! Pintaste o cabelo ou isso tudo é efeito do bronze??? Hummm loira, morena ou ruiva, és sempre fashion :))

Laura disse...

Claro menina, era para inverter e por o pessoal a cantar...o zeca paleca desistiu dos blogues, as pessoas enchem de tudo, eu ainda ando a contento, embora poir vezes me apeteça deixar tudo para trás, mas é dali que vem muito riso e muito pensamento lindo e assim; continuemos...

Os amores da nossas vida
os que ficaram plo csminho
Tarde ou cedo acabariam
E assim vamos lembrar
Que não há amores infinitos
Mas apenas para recordar!...

Laura disse...

A pascoalita é um poço de riso para isto...

E tive uma mestra de costura aos meus 16 17 anos que me dizia que os amores que deixamos para trás, são talvez os que deviamos escolher, pois havia muitos moços a rondar ali na costura e eu desdenhava tudo..so queria o que não podia ter ehhhhhh...mas..e a vida e nem acerto numa nem da primeira nemd a segunda e na terceira nems ei, casamentos nunca mais ehhhhhh, e ahhh recebi um pedido de encontro e possivel camasento ahhhh e tou curiosa mas....

Laura disse...

Bora pra lá prás cantorias...
Um dia feliz e cheio de sol que aqui tá frio chuvinha e cinzento.
Beijão enormeeeeeeee.

Laura disse...

Nina é bem verdade que todas deixamos para trás um amor na nossa vida, um não, mas dois três ou mais, basta lembrar e por vezes damos connosco a pensar porque não escolhemos outro!...não há quem nem pense assim, a não ser que esteja demasiado feliz e isso é raro, tão raro que desconfio que nem há quem se sinta assim, embora haja quem diga que sim, mas...o tal do amor so o sentimos cá dentro da alma e não há quem o mereça...ora nem mais...

Laura disse...

Tão? ainda andas à procura dele? ó nina já deve tar velhote cheio de brancas e deve ser um chato do caraças como os nossos ehhhh mais vale um mais novo que tá na moda ehhhhhh. Beijinhos.

Laura disse...

Hoje é pra mim...

Ai quem me dera
Sair porta fora
E não voltar...

Encontrar um lugar lindo
Onde me pudesse acostar
Esquecer que tenho casa
E gente para tratar...

Sair por ai a deambular
Encontrar o homem
Que me vai fazer acordar
desta pasmaceira
Que não sou capaz d elargar...

Ai quem me dera
Voar nas asas
De um passarinho (passarão)
Que me leve com jeitinho
Direita ao seu coração!...

ehhhh estou aqui desde as sete d amanhã a escrever nos blogues e sem vontade d elevantar o traseiro do banco, mas sem vontade de mais nada também e por siso...ai quem me dera...
Beijinho a ti e trabaia pois...

Mexicano Tarado disse...

Esta "piquena" anda muito virada pra dentro! Ora toca a sorrir, a cantar, a dançar, a correr, a viver ...

Para sarar um velho AMOR, nada melhor que um amor novinho em folha :))

Parisiense disse...

Eh pá ao tempo que eu não vinha aqui........
È mesmo teu este poema Adriana???? A menina está com veia poetica......é de um novo amor ou será que é mesmo do sol que lhe bateu na moelirinha....ahahahhaahh

Gostei do que li e da foto que vai com o poema....
Tens de escrever mais vezes ajuda a aliviar as magoas e põe-nos mais leves para um novo amor.
Parabens.
Beijokitas grandes

Laura disse...

ai, ai, ai a parisiense diz que nos põe mais leves para um novo amor! bamo a ele ao nobo amorê... cadê ele nina parisiense, é que os nossos devem tar a recauchutar ehhhh...

O Profeta disse...

E este Sol impõe a claridade
Pôs no celeste a Lua a bocejar
Perdi a conta das estrelas no céu
Ergui-me em bicos para as contar


Voa comigo sobre as emoções

Boa semana

Doce beijo

Adrianna disse...

Laurinha,

Pudera ter como tu
essa força inesgotável
mas vivo um surúrú
com este humor variável

:) :) :)

Adrianna disse...

Sim, parisiense :)

Estes rabiscos são meus emtenho consciência de que não têm valor qualquer valor para além do que eu lhe atribuo.

Acredita que a mim me dizem muito ... tu sim, tens queda para a poesia.

um beijo :))

Adrianna disse...

Olá lindo profeta! Há que tempo não passo no teu cantinho ... SORRY :) estou a precisar de miminho, sabias?

As tuas doces palavras têm efeito tranquilizante :)

Um beijo

Parisiense disse...

Eu poetisa, tás louca, deixo isso para a laurinha......eu sou como tu só escrevo o que sinto e naquela hora... não tenho jeito para escrever sobre qualquer coisa ou fazer um poema sobre qualquer coisa.
Para isso temos a n/laurinha que essa sim tem o dom de o fazer.

Mas continua a escrever o que sentes e de vez em quando dá-nos esse presente.....partilha-o connosco.

Beijokitas

Laura disse...

Olha outra e com esta somos 3, tão a smenina sna sabem ler o que escrevem? ah pois, eu é que sou a poetisa d emeia tigela, tadinha de mim, so que adoro escrever e tenho tempo e assim...
ai vai um poema dos muitos que tenho guardados...ji de mim...

Lágrimas!...


Lágrimas, sons da fonte
Que bate a espalhar
Silêncios da noite
E a murmurar…

Lágrimas, silêncios
Que escorrem
Em douradas cascatas
A afagar os rostos…

Cansados de viver
Cansados de morrer
E tornar a reviver…

Lágrimas
Pérolas de saudade
Que fazem um colar
De tanto ter de esperar…

Lágrimas
São lágrimas de amor
São lágrimas de dor
Que saem de dentro da alma…

E que jamais secarão
Enquanto este mundo
Não se transformar
Num mundo de Oração!...

Laura disse...

Inda tás na do quem me dera? ai quem me dera?
Menina mude de disco, digo d epost e bote ai uma canção de amor... ji de mim...

Laura disse...

tás como a mim cansada d elimpar...ê foi ontem hoje és tu..mas que raio de vida a nossa, por vezes...rais partam quem s elembrou de que muiés sabem melhor da casa e como temos a mania que sabemos mesmo...bem feita, toca a fazer que os palermas na sabem de nada, so meter as mãos nos bolsos...ji a ti

Adrianna disse...

Obrigada laurinha!!!

Mas que linda forma de descrever as lágrimas ahahah

Só hoje pude tirar uns minutos para me deliciar a ler-vos. É impressão minha ou anda tudo um pouco mais animado por aqui? Só eu continuo murchita. Mas isto passa. Prometo.

É verdade, amiga. Tens toda a razão: Quem se lembrou de nos atribuir todas estas funções que acumulamos com o trabalho profissional? E por que raio os homens chegam a casa e se sentam no sofá e o nosso trabalho copntinua sem ter fim?
O pior é que sempre que penso nisso, acabo por concluir que a única culpada sou eu.

Bom domingo, menina das résteas :))

Um beijinho e muito obrigada pelas tuas palavras doces

Laura disse...

Boa, mana, as únicas culpadas somos nós e já somos duas com a mania da perfeição e de nos calarmos quando devemos berrar até ficar sem som... é que me dá uma raivinha e digo assim..olha pra ele, de mãos nos bolsos a coçar os tomates e eu que me lixe, se viver sozinha na tenho de cozinhar pra ele nem de lavar roupa passar a ferro e cozinhar...e se ficar so e tiver saudade da presença? que se lixe, emborco mais um copo (por isso é que as madames que os deixam se metem nos copos ehhh) bem, depois se verá, mas..que insatisfação neste home que não fala quase nada que fica na sala e eua qui ou no meu quarto a ver tv ou vou afzer coisas, mas depois penso e ..isso na se faz laurinha coitado do manel e por ai fora e ando nisto...mas a vida há-de dar a volta dela a seu belo prazer...os filhos daqui nada vão pra vida deles, o nuno vai pra perto de Londres daqui a uns 10 dias, trabalhar na area da saude e que bom que ele ganhava pouco e na gostava do restaurante onde trabalhava e todos se foram embora, o patrão mal pagava..e a neide foi hoje para o canadá a uma conferência, apresentar os trabalhos dela , o outro esse mal para aqui so quer xarros e musica tem uma banda dele de musica metaleira e eu depois d eouvir vou estar demasiado ocupada a cantar dançar ouvir musica ehhh e o tempo vai passando e...beijinhos, mas que jornal...

intelligence disse...

fendi bag
fendi hand bag
fendi spy bag
fendi bags
dolce gabbana