segunda-feira, 10 de março de 2008

A origem da violência ...

Finalmente surge uma explicação admissível e lógica acerca da origem da violência!!! Há muito que me interrogava como teria começado e acredito que a maioria das pessoas terão feito as mesmas perguntas.

A presente descoberta poderá muito brevemente conduzir à completa e definitiva irradiação da violência do planeta.



15 comentários:

Laura disse...

achas isso nina? ehhh encontras cada uma que nem lembra ao diabo, mas que os gajos são espertos isso sim...ora quem ela se lembrou? dos espermatozóides, ou não era?... beijinhos nina...muitos...

Parisiense disse...

Eu bem me queria parecer que já era de nascença.....
Há os que ficam pelo caminho a beber um copo, a engatar as loiras que passam......
hihihihihi......e depois há os sacanas que batem em todos, atropelam todos e atingem o seu fim.....

Lembras-te de cada uma!!!!!!!
Beijokitas e boa semanita.

Pascoalita disse...

Pois se assim é, tá visto que a violência só acaba com o fim da humanidade!
Afinal tanto cientista, tanta cabeça pensante para chegarem a uma conclusão dessas.

Não seria caso de inventarem um antídoto? Podiam extrair-lhes o gene da ganância e deixar os ditos menos invejosos ihihihihihih

Tou como diz a laurita ... lembras-te de cada uam ahahahahahahah

Laura disse...

Bem, já se viu que não resultou...tamos cada vez piores , maus, satanicos e cheios de defeitos, a culpa é do homem que se apressa a fugir deles....

Jotabê disse...

Olha que não está assim tão longe da realidade. Efectivamente tudo começa numa corrida desenfreada para ver quem chega em primeiro, começa logo ali a disputa.

Até há uma frase engraçada que refere precisamente esse espírito, diz qualquer coisa como, ‘quando fores ultrapassado, ou quando não conseguires atingir os teus objectivos, não desistas, não te esqueças que um dia foste o primeiro’,

Mais ou menos isto

:)

joca

Pascoalita disse...

Há um filme de ficção, cujo nome não lembro, em que só existiam mulheres no planeta ... os homens tinham sido todos banidos porque se concluira que eram os mentores da guerra eheheh

Uma cientista novata criou um embrião em laboratório e mantinha o único homem em segredo, até que foi descoberto e perseguido.
Ela bem tentava explicar que lhe tinha isolado os genes do mal e que este homem era inofensivo, mas de nada servia eheheheh
Já não me lembro do final, mas retive a ideia de que a malvadez está nos genes masculinos ... guerra a eles!

Pascoalita disse...

Atenção!
O meu comentário anterior é pura brincadeira ... nada tenho contra os homens e as mulheres tb podem ser bem malvadas.

Conheço essa frase, Jotinha :) E no fumdo é verdade ... a competição começa logo aí.

Boa semana

Jotabê disse...

Pascoalita, aquele teu penúltimo comentário é genial

No filme, as mulheres baniram os homens pois estes, foram considerados os responsáveis pela guerra, ou muito me engano ou as mulheres, nesse filme, abriram guerra aos homens.

Depois um único desgraçado já sem a génese da guerra, mesmo assim foi banido. Deixa-me adivinhar, pelas mulheres guerreiras responsáveis pela segurança do planeta

Parvinho esse filme não? Cá para mim o enredo desse filme era, como as mulheres conseguiram ficar com a génese da guerra só para elas, e conseguiram coabitar

Eh, eh, eh, nós sabemos que não tens nada contra os homens, mas também sabemos que há por aí cada filme mais estúpido

:|

:)

beijocas (deste homem com a génese da guerra adormecida)

Pascoalita disse...

Jotinha,

Esse filme até era engraçado, mas já é antigo (que pena, não me recorda o nome)

Se visses como o desgraçado se sentia mal sozinho no meio de tanta mulher (papel que é o sonho de tantos homens eheheh)

Mas no fundo, tb as mulheres acabavam a exercer violência ao persegui-lo! Guerra, creio que de facto não havia (já não me lembro bem)
A moral da história era um pouco semelhante ao filme "planeta dos macacos" tb estes teriam assumido o controlo após os humanos terem destruído tudo eheheh

Vou ver se descubro o nome do filme :)

Laura disse...

inda bem que nem vi tanta maluqueira junta, nos dias d ehoje acho que o melhor para todos é ser o mundo todo eliminado..e mai nada. tou cheia de ver tanta asneira e tanta corrupção, tanta desgraça à conta de merdas de coisas que não se resolvem e de nos estarem a por cada vez mais para baixo..nem sei se aguento muito tempo neste mundo...tou desiludida com esta terra...

Adrianna disse...

Já somos duas, laurinha!

Partamos ambas prá lua :)

Laura disse...

ó nina, desconfio que não temos pa pagá a viagem a bordo da nave..é que é tudo ultrasonic... e depois ficamos na lua e descemos como? mais vale aguentá... mas palavra de honra que me sinto muito mal com a situação do planeta terra, das pessoas que nada fazem para aprender a viver ou viver de maneira digna e sã...
Um abraço cheio de carinho para ti da laurinha...

Laura disse...

nina adry, bom dia que já é tarde...e eu aqui a fazer tempo que não me apetece ir dormir... como tá a minha miga preferida? vamos a escrever e a cantar dançar... e beijinhosssssss sem fim.

Laura disse...

nina da blusinha branca e do arbusto..onde andas alma minha? não te afastes de nóizinhas que te amamos todas e queremos ver o teu sorriso e dizeres por aqui no dia a dia...bora prá qui, aparece com mais frequência nina malandreca...ai ai a. beijinhos de mim...

Adrianna disse...

Ninas lindinhas :)

O meu chefe não me dá tréguas! Em casa não tenho paranço e a inspiração também falha :(

Mas tenho-ter sempre no coração, podes crer, laurinha das résteas :)