quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Pensamento do dia ...


"O remorso é uma impotência, ele voltará a cometer o mesmo pecado. Apenas o arrependimento é uma força que põe termo a tudo"

Honoré de Balzac


9 comentários:

Laura disse...

remorso? de roubar linguas de gato, figos secos, e beijinhos,ao meu tio na aldeia, ele via muito mal e eu com 4 a 5 anos, entrava por baixo do balcão, levantava a saia do vestido a fazer de saca e enfiava lá o que podia e depois ia distribuir pelos ninos pobres lá da aldeia, consolávamo-nos todos, claro que se o tio me sentia, atirava-me com o metro sem dó nem piedade, mas eu fazia o 8esquiva...e fugia)só me lembrei agora do que sentiria remorsos, disso nem sinto...
beijinho.
E ainda bem que passaste o rapaz a afogar-se, ja impressionava...

Pascoalita disse...

ahahahahah

Ia comentar de outra forma, mas ao ler a laurita, lembrei-me do meu avô e vou fazer uma confissão:

Também sinto uma pontinha de remorso, sabiam?

O meu avô já estava semi-acamado (levantava-se com enorme dificuldade) e devia padecer de arteriosclerose ou algo do género.

A minha irmã e eu pregavamos-lhe uma partida muito feia! faziamo-lo crer que íamos para a quinta e a seguir entravamos na adega, fazendo barulho.
Ele perguntava:
- Quem anda aí? E, coitado, com grande esforço lá se levantava e ia até à janela averiguar.
Entretanto, nós aparecíamos com abóboras à cabeça a fingir que estávamos a chegar da quinta e ele desenrolava o novelo das queixas e lamentações e nós as duas riamos.
Que vergonha! As crianças por vezes são tão diabólicas.

Bem, para não me sentir tão culpada, tento convencer-me que ao obrigá-lo a movimentar-se fazia-lhe algum bem o "exercício" eheheheh

Pascoalita disse...

E acabei não dizendo o que pretendia sobre o "pensamento" ...

BALZAC é capaz de ter razão! Agora entendo porque não vejo certas coisas terem um "ponto final" ... é que sou do tipo que nunca me arrependo dos pecados cometidos. E pelos vistos, o arrependimento serve de terapia. Vou pensar nisso ahahah

Cusquinha disse...

Xiiiiiii
Quer dizer que não se deve sentir remorso? Então não devo sentir isso pelas marotices que eu fazia à minha avó Alexandrina?

Era muito velhinha e eu escondia-me por baixo da cama dela e imitava um qualquer animal.
Ela tocava o sininho que tinha na mesa de cabeceira e a minha tia apareceia e eu fingia dormir na cama no quarto ao lado. E agora?
Devo sentir remorso ou arrependimento?

Mexicano Portuga disse...

Caramba! Bem se vê a confusão que vai na cabeça dessa nina aí da imagem.

O melhor mesmo é não ficarmos a cismar nos pecados cometidos, mas sim usar os neurónios a pensar no próximo eheheh

Gato engatatão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Betynha disse...

Sendo assim ... prometo arrepender-me! Prometo arrepender-me! Prometo arrepender-me! Estou a tentar mentalizar-me (Betynha fazendo figas eheheheh)

Parisiense disse...

Eh pá eu não concordo nada com o que o Balzac disse.....
A vida é o que é e ponto final. Devemos olhar para a frente e não a remoer o que fizemos bem ou mal no passado.......já agora e das coisas boas que fizemos ( e que algunes nem mereciam......) tambem devemos ter remorsos???????????

marius70 disse...

Será por isso que, segundo as estatísticas, há tantos impotentes?
Será dos remorsos?
Será o problema puramente mental?
Quem descobrirá a verdadeira razão? Balzac pois então.
É só arrepender-nos e eis a solução!

Se tudo fosse assim tão fácil tão dócil era a vida.